Dunga convoca para amistosos e Corinthians tem boa notícia

O técnico Dunga divulgou nesta quinta, na sede da CBF, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio de Janeiro, a última lista da seleção brasileira em 2014. Os goleiros Neto e Diego Alves, a volta do zagueiro Thiago Silva, os meiocampistas Casemiro e Roberto Firmino, e os os atacantes Luiz Adriano e Douglas Costa são as principais novidades do grupo que vai jogar os amistosos contra Turquia, no dia 12 de novembro, em Istambul, e a Áustria, no dia 18, em Viena. 
O treinador poupou os jogadores dos clubes brasileiros que estarão envolvidos na reta final do Brasileirão e da Copa do Brasil. Antes do anúncio da lista, o presidente da CBF, José Maria Marin, informou que houve um pedido para a comissão técnica para que os jogadores que atuam no Brasil não fossem convocados, por conta das retas finais do Brasileirão e da Copa do Brasil.
- Solicitamos a Dunga e Gilmar que estudassem da melhor maneira possível conciliar as necessidades da Seleção e de todos os clubes que disputam diversos campeonatos em andamento. Queremos agradecer a colaboração dos dirigentes e técnicos que trabalham no Brasil, com quem o Dunga e o Gilmar vêm mantendo um contato e um diálogo permanente - disse o presidente da CBF, José Maria Marin, antes do anúncio da lista.
O coordenador de seleções da CBF, Gilmar Rinaldi, anunciou o ex-zagueiro Oscar Bernardes, que disputou as Copas de 78, 82 e 86, como auxiliar pontual para os amistosos contra Turquia e Áustria. 
Desde que retornou à seleção brasileira, Dunga já disputou quatro partidas. A equipe venceu todas e não sofreu nenhum gol: Colômbia (1 a 0), Equador (1 a 0), Argentina (2 a 0) e Japão (4 a 0). A expectativa agora é pelo duelo com os dois representantes do continente europeu. Após os amistosos de novembro, o time canarinho volta a campo apenas em março de 2015. 
Confira a lista de Dunga
GOLEIROS
Rafael Cabral
Neto
Diego Alves
ZAGUEIROS
David Luiz
Marquinhos
Thiago Silva
Miranda
LATERAIS
Mário Fernandes
Alex Sandro
Filipe Luís
Danilo 
VOLANTES
Luiz Gustavo
Rômulo
Fernandinho
Casemiro
MEIAS
Oscar
Roberto Firmino
Willian
Philippe Coutinho
ATACANTES 
Neymar 
Lucas
Luiz Adriano
Douglas Costa

Oposição confirma Paulo Garcia e Corinthians já conhece seus três candidatos à presidência

Além do triunfo sobre o Vitória, a quarta-feira corintiana foi marcada pelo anúncio oficial dos últimos dois candidatos à presidência, em eleição marcada para fevereiro: Roberto de Andrade pela situação e Paulo Garcia pela oposição. Ilmar Schiavenato já havia se lançado em 6 de outubro.

Os nomes de Roberto e Paulo não surpreendem, embora situação e oposição tentassem fazer mistério. Foi o grupo que comanda o clube quem tomou a iniciativa e comunicou a decisão de bancar Roberto no meio da tarde. No fim da noite, após a vitória do time de Mano Menezes em Cuiabá, Paulo foi confirmado.

Resta agora a definição dos dois vice-presidentes de cada chapa. A única com os cargos definidos é a de Roberto de Andrade, que terá as companhias de André Negão e Jorge Kalil caso eleito.

"Nós ainda vamos aguardar algumas situações antes de nos pronunciarmos", afirma Fran Papaiordanou, um dos articuladores do movimento de oposição. A tendência é que Osmar Stábile e Roque Citadini sejam os escolhidos, já que ambos eram cotados para a presidência até a confirmação de Paulo Garcia.



Já Ilmar promete divulgar seus parceiros nos próximos dias. Ele vai basear sua campanha no apoio dos sócios, conquistado durante sua passagem como diretor social. “Eu fiz milhares de coisas importantes e o associado viu tudo. Por isso, estou muito confiante de que posso vencer”, afirma.

A expectativa é de uma eleição ainda mais acirrada que a de fevereiro de 2012, quando Mario Gobbi assegurou o direito de sentar na cadeira do quinto andar do Parque São Jorge com 60% dos votos - Paulo Garcia teve os outros 40%. O equilíbrio se justifica porque a condição financeira do clube é ruim - fechou os primeiros sete meses do ano com déficit de R$ 40 milhões - e os resultados em campo não apareceram.

Fonte: Jorge Nicola

Corinthians identifica seis torcedores que invadiram Arena Pantanal

Após o jogo contra o Vitória, seis torcedores conseguiram ter acesso ao gramado da Arena Pantanal e saíram em busca de autógrafos e fotografias dos jogadores do Corinthians. Seguranças, policiais e organizadores conseguiram fazer a detenção do sexteto que, a pedido do clube, foi levado à base policial instalada nos arredores do estádio de Cuiabá.

A intenção do Corinthians, com isso, é a de evitar punição no Superior Tribunal de Justiça Desportiva, já que a única maneira de se livrar de um gancho é se o (s) indivíduo (s) que invadir o gramado nas competições nacionais for identificado e o nome do mesmo fazer parte da súmula da partida - ou em documento anexo. A reportagem do LANCE!Net tentou descobrir o nome dos seis envolvidos, mas não obteve sucesso.

Em tempo: nesta quarta-feira, na Arena Pantanal, o Corinthians correu riscos de algo bem pior. O número de seguranças e policiais em volta do gramado era mínimo, com proteção apenas nas escadas que dão acesso ao gramado. Vale lembrar que, apesar de não ser responsável por essa parte estrutural, já que vendeu o mando de campo para uma empresa que organizou o evento, uma possível punição recairia sobre o clube.

Corinthians venceu o Vitória nesta quarta em Cuiabá (Foto: Chico Ferreira/Futura Press)


Fonte: Lancenet

Elias se revolta com punição de Guerrero: "Brasil é o país da injustiça"

O volante Elias se mostrou indignado com a punição dada pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva) ao atacante Paolo Guerrero na tarde desta quarta-feira. O peruano foi condenado a três jogos de suspensão por uma trombada com o árbitro Leandro Bizzio Marinho, em derrota para o Bragantino, no fim de agosto. Após a vitória do Timão por 2 a 1 sobre o Vitória, em Cuiabá, o camisa 7 corintiano disse que a pena não é justa.

– Vamos ver o que o departamento jurídico do clube vai fazer. É injusto. O Brasil é o país da injustiça. Mais uma vez um jogador sendo prejudicado – desabafou, em entrevista à Rádio CBN.

Como a decisão aconteceu no Pleno do Tribunal, não cabe recurso por parte do clube. O departamento jurídico deve tentar um apelo diretamente com o presidente do STJD, mas ainda se mobiliza para definir as próximas ações. Nos bastidores, a atitude da entidade revoltou dirigentes e jogadores. Guerrero perderá os clássicos contra Palmeiras e Santos.

O ataque é o setor mais carente do elenco do Corinthians. Pra o técnico Mano Menezes, Paolo Guerrero é o único capaz de desempenhar a função de referência no setor ofensivo. Ángel Romero ainda tem dificuldade para se adaptar no posto, enquanto Luciano e os jovens Malcom e Gustavo Tocantins têm características distintas.

O presidente do Corinthians, Mário Gobbi, deve se pronunciar sobre a punição a Guerrero até o final desta semana O mandatário esteve presente no jogo em Cuiabá, mas preferiu não dar entrevistas. Já Mano ironizou o fato de Valdivia, do Palmeiras, estar liberado para a partida após também ser penalizado pelo STJD.

Fonte: Globo Esporte

Mano comemora terceira colocação com ironia: "Estamos em crise"

Mano Menezes reagiu ao triunfo por 2 a 1 do Corinthians sobre o Internacional com a ironia de que tanto gosta. Muito questionado após a desastrosa eliminação da Copa do Brasil, na semana passada, usou a pontuação obtida no segundo turno do Campeonato Brasileiro como argumento em seu favor.

'Se não me engano, nós nos colocamos como uma das melhores campanhas do segundo turno, se não é a melhor. Em uma semana, pulamos de sexto para terceiro. Isso porque estamos em crise. Se estivéssemos bem...', sorriu, claramente satisfeito com a construção das próprias frases.

Com 19 pontos desde a virada do turno, o Corinthians não tem a melhor campanha no período, mas realmente está entre os primeiros. Ao fim de 31 rodadas, a equipe do Parque São Jorge está na terceira colocação da competição nacional, a oito pontos do líder Cruzeiro.

'O que mais me deixa contente foi que, sem Paolo, sem Cássio e sem Fagner, a equipe respondeu bem em um jogo que tinha carga de tensão. Era um jogo que fazíamos como mandantes, mesmo estando fora de nossa arena, todos sabem por quê', comentou, espetando as organizadas, das quais é desafeto, que brigaram e causaram a perda do mando.

Mano Menezes julga estar fazendo um trabalho satisfatório no Corinthians (foto: Daniel Augusto Jr.) | Divulgação/Agência Corinthians


Mano lembrou que o desgaste era considerável por ser o confronto com o Vitória a quarta partida em 11 dias. Foi por isso que se aguardou até a última substituição, feita quando Anderson Martins sentiu a coxa esquerda, já nos acréscimos. No sábado, o Corinthians tem clássico contra o Palmeiras no Pacaembu.

Fonte: Gazeta Esportiva

Sem Guerrero, Corinthians busca firmar novo esquema no Dérbi

O técnico Mano Menezes apostou em um esquema diferente para o Corinthians no último domingo: escalou Jadson no meio-campo e Renato Augusto, um pouco mais avançado, contra o Internacional, no Beira-Rio. A equipe respondeu bem à pressão e venceu por 2 a 1, no primeiro jogo após a eliminação da Copa do Brasil. A ideia voltou a funcionar diante do Vitória, na última quarta-feira: triunfo por 2 a 0. O próximo desafio é importante: no sábado, às 16h20 (horário de Brasília), o Timão faz clássico contra o Palmeiras, no Pacaembu.

Mesmo em função mais próxima da grande área, Renato conseguiu comandar a criação do Corinthians em ambas as partidas. Essa foi a forma que Mano encontrou para driblar a carência do elenco no setor ofensivo: como nenhum jogador se firmou ao lado de Guerrero, agora suspenso pelo STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva), o técnico optou pela experiência, poupando jovens como Malcom e Gustavo Tocantins, de 17 e 18 anos, respectivamente, de críticas.

A única possível mudança para o Dérbi é a saída de Ángel Romero da equipe. O paraguaio foi muito mal mais uma vez na partida contra o Vitória, enquanto Luciano, que entrou no seu lugar, marcou o 15° gol na temporada – ele é o artilheiro do Corinthians em 2014. O restante da formação deve ser mantido: inclusive Bruno Henrique na vaga de Ralf, que ainda recupera forma física após lesão.

Com contrato até o fim de dezembro e a oito jogos para o fim do Campeonato Brasileiro (quatro em casa, quatro fora), Mano pede a ajuda da torcida para que o Corinthians enfim embale, crie uma sequência de vitórias e não abra mão do G-4, onde a equipe entrou após ficar seis rodadas fora. A vaga na Taça Libertadores da América depende apenas do próprio desempenho.

- Temos de valorizar nossa capacidade, valorizar o que estamos construindo, e pedir ao nosso torcedor que, mesmo tendo ficando frustrado e triste, esteja ao nosso lado. Vamos fazer de tudo para que ele nos próximos dias esteja mais feliz - afirmou o treinador.

O Corinthians busca chegar à terceira vitória consecutiva pela primeira vez no Campeonato Brasileiro. Até aqui, o Timão conseguiu apenas duas seguidas, em três oportunidades: segunda e terceira rodada (contra Flamengo e Chapecoense), 26ª e 27ª (Sport e Cruzeiro) e 29ª e 30ª (Internacional e Vitória).

Fonte: Globo Esporte

Andrés voltando ao Corinthians

Depois de pedir afastamento da administração da Arena Corinthians, Andrés Sanchez pode se transformar no “homem-forte” do futebol do Timão em 2015. Eleito deputado federal por São Paulo, o ex-presidente vem alinhavando o retorno como diretor do departamento na chapa “Renovação e Transparência”, favorita para vencer as eleições do clube em fevereiro do próximo ano.

O grupo anunciou na quarta-feira que Roberto de Andrade será o candidato à presidência. André Luiz de Oliveira, o André Negão, e Jorge Kalil são os vices. Apesar das desavenças com o atual presidente Mário Gobbi Filho, a chapa ainda pode ser considerada de situação - tanto que mantém o nome usado desde que Andrés se elegeu, em 2008.

Nos últimos encontros, Andrés Sanchez se mostrou disposto a assumir a posição, sobretudo por não estar satisfeito com o comportamento da atual diretoria, liderada por Ronaldo Ximenes, braço direito de Gobbi. No entanto, a decisão ainda não foi tomada. Pessoas próximas ao dirigente acreditam que ele ainda poderá mudar de ideia em virtude dos compromissos que terá em Brasília ao longo do ano.

A volta de Andrés ao futebol do Corinthians tem um motivo claro. A partir da eleição seguinte, em 2018, ele ficará livre para se candidatar novamente à presidência. O estatuto do Timão não prevê reeleição: um presidente só pode voltar a concorrer ao cargo depois de dois ciclos (seis anos, cada mandato tem três anos). Apesar de se queixar do desgaste do cargo, Andrés sempre demonstrou desejo de retornar. Com ele no poder, o Timão conquistou a Série B de 2008, Paulistão e Copa do Brasil de 2009 e o Brasileirão de 2011.

O departamento de futebol, aliás, poderá ter um outro velho conhecido da torcida de volta em 2015. Duílio Monteiro Alves, diretor adjunto nas conquistas da Libertadores e do Mundial de Clubes, é nome quase certo na diretoria em virtude da proximidade com Roberto de Andrade.

Roberto de Andrade é candidato à presidência do Corinthians (Foto: Anderson Rodrigues/Globoesporte.com)


Mesmo que não assuma um cargo na diretoria, Andrés Sanchez terá bastante peso na escolha de quem será o treinador do Corinthians em 2015. Até agora, a chapa não encontrou um nome de consenso. Mesmo sendo pouco provável, a renovação de contrato de Mano Menezes não está descartada e ainda será analisada, principalmente se o time encaminhar a classificação para a Libertadores nas próximas semanas.

O grupo pretende tomar a decisão até o fim de novembro. Pesa contra o atual treinador o atrito ocorrido na chegada dele, no ano passado. Na ocasião, Mário Gobbi optou por contratá-lo sem comunicar a diretoria, que apoiava a permanência de Tite. Roberto de Andrade e Duílio Monteiro Alves se sentiram traídos pelo presidente e, pouco tempo depois, deixaram a cúpula do futebol.

Nos próximos dias, membros da “Renovação e Transparência” pretendem conversar com integrantes da comissão técnica permanente do Corinthians para dar corpo à decisão. Eles querem ouvir os prós e os contras do trabalho de Mano para determinar se o contrato será renovado caso eles sejam eleitos.

A relação de Mano com a comissão é considerada boa, mas muito diferente e distante de como era com o antigo comandante . Se o voto dos funcionários tiver peso, Tite será treinador em 2015. Apesar do “sonho europeu” ou de comandar alguma seleção, os dirigentes acreditam que o técnico aceitaria regressar ao clube em que conquistou os principais títulos de sua carreira.

Outros nomes também estão sendo levados em conta neste momento. Oswaldo de Oliveira, demitido do Santos recentemente, e Abel Braga, que não deve seguir no Internacional, são cotados.

Fonte: Globo Esporte

Anderson Martins deve ser desfalque do Timão no Dérbi deste sábado

O técnico Mano Menezes pode ter um novo problema para o clássico diante do arquirrival Palmeiras neste sábado, no Pacaembu, pelo Brasileirão. Com um leve estiramento no músculo adutor da coxa esquerda, o zagueiro Anderson Martins tem poucas chances de atuar.

O camisa 23 sentiu a lesão nos minutos finais do duelo diante do Vitória, nesta quarta-feira, na Arena Pantanal, em Cuiabá, vencido pelo Timão por 2 a 1. Ele iniciou o tratamento intensivo já no vestiário da Arena Pantanal, mas terá pouco tempo para se recuperar.

No duelo, Anderson foi substituído por Felipe, que deverá assumir a vaga no Dérbi. O jovem zagueiro teve boa atuação ao substituir Gil no duelo diante do Cruzeiro, mas depois foi mal contra Botafogo e na vexatória derrota para o Atlético-MG, na Copa do Brasil.

Mano também não poderá contar neste sábado com Paolo Guerrero. O centroavante peruano foi suspenso pelo STJD por três partidas, por conta de um encontrão no árbitro Leandro Bizzio Marinho, no duelo diante do Bragantino, no dia 27 de agosto, pelas oitavas de final da Copa do Brasil.

Cássio e Fagner, que não atuaram diante do Vitória porque estavam suspensos pelo terceiro cartão amarelo, poderão retornar. O volante Ralf, desfalque dos últimos oito jogos por conta de dores no joelho direito, ainda é dúvida.

Anderson Martins ao lado de Malcom (Foto: Reginaldo Castro/LANCE!Press)


Fonte: Lancenet

VÍDEO: Os dois gols de Corinthians 2 x 1 Vitória

O Corinthians venceu o Vitória por 2 x 1 na Arena Pantanal.





VÍDEO: Praetzel revela que Guerrero pode não renovar com o Corinthians

Segundo o repórter, por conta das muitas propostas que recebeu, Guerrero está pedindo um valor muito alto para renovar o contrato com o Corinthians. O time, por sua vez, quer pagar menos por um contrato menor.






 
Veículo de notícias sobre o Sport Club Corinthians Paulista | Todos os direitos reservados © 2012 - 2014. Timão do povo - Notícias do Corinthians