2

Ao vivo, Neto detona são-paulino Marco Aurélio Cunha em programa da Band

Apresentador e comentarista da TV Bandeirantes, Neto voltou a se envolver em uma briga esportiva. Nesta semana, o ídolo corinthiano foi atacado por Marco Aurélio Cunha, ex-dirigente do São Paulo e atualmente o coordenador de Futebol Feminino da CBF.

No programa Bola da Vez, da ESPN, o Dr. Marco Aurélio Cunha que protagonizou embates memoráveis com o saudoso Dr. Osmar em programas da própria Bandeirantes, não gostou das críticas de Neto ao São Paulo e detonou.

“Eu vi o Neto falando: ‘Tem que lutar para não cair para a Segunda Divisão’. Eu tenho, está gravado isso. Então, veja como a gente às vezes dá opinião vazias, prognósticos mal pensados, e o cara vira. O Rogério [Ceni] não teve a sorte de fazer o trabalho dele, acho que faltou sorte em alguns jogos e a saída de jogadores também espremeu muito o trabalho dele”, disse Marco Aurélio.

Neto não gostou nada das declarações. No dia seguinte às declarações de Marco Aurélio, o apresentador respondeu no programa Os Donos da Bola e não poupou palavras.

“Ah, doutor Marco Aurélio, deixa eu falar uma coisa. O senhor falou de mim no Bola da Vez. Fez uma alusão ao meu nome e ao do Casagrande, alusão ao que eu disse que vai cair. A gente comenta futebol é no dia”, respondeu.



“O senhor, por exemplo, era Juvenal Juvêncio, foi Marcelo Portugal Gouveia, é a situação agora, é oposição, o senhor derrubou a Emily (Lima), como diretor de futebol feminino e não sabe nada de futebol feminino, diga-se de passagem. O senhor contratou Wellington Nem no Shakhtar Donetsk. Um dia antes de invadirem o CT (do São Paulo), o senhor veio aqui no (em outro programa da Band) Jogo Aberto e foi dar uma moral para os jogadores, e no outro dia teve a invasão. Então, para falar de mim, o senhor tem que ficar esperto, hein doutor Marco Aurélio, porque não sou igual aos outros, não.", completou Neto.

Por fim, Neto criticou as atitudes de Marco Aurélio sob o comando da coordenação da seleção feminina. Ofendido, o apresentador falou da falta de competência do médico para assumir tal cargo dentro da CBF.

“Outra coisa, o senhor é gente boa, é legal, mas não é meu parente. O senhor sempre quis ser presidente do São Paulo. Por que não foi? O senhor defendeu o Rogério Ceni, Milton Cruz, o (fisioterapeuta Luiz) Rozan, defendeu o Carlinhos (Neves, preparador físico), o Turíbio (Leite de Barros, fisiologista)? Não. Só defende o senhor, que não entende nada de futebol feminino. Quem entende é a Ana, da Ponte, a Sissi, o Renê Simões. E o senhor levou o Vadão, de novo. Então, fica na sua, doutor Marco Aurélio.”, atacou.

“Ah, esqueci de falar para o senhor, Marco Aurélio, que quando contratou a Emily o senhor trabalhava no São Paulo e na seleção brasileira. Trabalhava em dois empregos. Na CBF, que o senhor pode viajar, porque o passaporte do senhor é legal, mas o presidente não pode viajar. Eu posso ir para Rússia, China, para Coreia, para a Síria, para Miami. O Marco Polo Del Nero não pode ir. Quer ver se o senhor vai com ele. O senhor vai viajar com ele? Cuidado, hein, quando passar ali na PF e não ser segurado junto.”, finalizou Neto.

PC_300x250

COMPARTILHE A NOTÍCIA:

comentário(s) pelo facebook: