2

Pai de goleiro afastado no Corinthians desabafa: "Chateado pois somos corinthianos"

Inconformado com o afastamento do filho Matheus Vidotto após a vitória por 1 a 0 sobre o Atlético-PR, na Arena da Baixada, o pai do arqueiro, Claudinei Vidotto, desabafou pela primeira vez sobre a decisão do Corinthians.

Preterido para a entrada do jovem Caíque França, titular do Timão na vitória por 1 a 0 sobre o Avaí, no último sábado, em Itaquera, Matheus Vidotto se revoltou com a decisão de Fábio Carille em não utilizá-lo na partida anterior, contra o Atlético-PR, após a lesão de Walter, ficou fora contra os catarinenses, e não deve permanecer no clube em 2018.

"O problema é que eles não utilizam e também não liberam o garoto. Ele teve umas dez propostas. No começo do ano apareceu a Portuguesa, mas não deixaram. Ele teve coisas para fora do Brasil também. Agora, não sei como vai ser. Acho que não deve ficar em 2018", revelou o pai do garoto.



Claudinei também revelou como está sendo o comportamento de Matheus Vidotto. Segundo o pai, o arqueiro corinthiano está tranquilo e chateado com a situação.

"Ele está tranquilo, seria incapaz de ofender alguém. Podia ter ficado quieto, mas não ficou e se ofenderam. É que ele não é covarde, é um cara de nível. O que nos deixa chateados é que somos corintianos desde sempre", completou.

Matheus está no Corinthians há 16 anos. Aos 24 anos, dois a mais que Caíque França, a revolta do goleiro vem justamente por esse motivo. O jovem achava que era a terceira opção na posição e não a quarta.

Agência Corinthians
PC_300x250

COMPARTILHE A NOTÍCIA:

comentário(s) pelo facebook: