2

Carille confirma 'time que nunca perdeu' contra a Ponte Preta; veja escalação

Foto: Agência Corinthians

O Corinthians voltou a treinar na manhã desta sexta-feira, no CT Joaquim Grava, de olho no confronto diante da Ponte Preta, domingo, às 17h (de Brasília), no estádio Moisés Lucarelli, pela 31ª rodada do Brasileiro.

Apesar de não separar os 11 titulares para realizar atividade técnica, Carille confirmou a equipe que enfrenta o time do interior no final de semana. No setor defensivo, Pablo retorna ao time titular. Ele treinou ao lado de Balbuena, Arana e Fagner numa atividade que priorizou o sistema defensivo. Volantes, meias e atacantes trabalharam do outro lado do gramado. Maycon, Gabriel, Jadson, Rodriguinho, Romero e Jô completará a equipe diante da Ponte.

Após a atividade específica, Carille finalmente chamou os 11 titulares. Cássio, Fagner, Balbuena, Pablo e Arana; Gabriel, Maycon, Jadson, Rodriguinho e Romero; Jô, trabalharam bolas paradas. O Corinthians levou três gols dos últimos cinco dessa maneira na competição nacional.

Chamou a atenção a presença do volante Paulo Roberto na beira do gramado. O jogador correu em volta do campo e está praticamente recuperado de lesão muscular. O meia Danilo, por sua vez, ficou no Lab R9 (laboratório de biomecânica).

No final da atividade, Jadson treinou cobranças de faltas. Maycon, Fagner e Fellipe Bastos se juntaram ao meia minutos depois. O camisa 10, porém, deve ser o cobrador diante da Ponte Preta.



Depois do treino, Carille confirmou a escalação diante da Macaca. O treinador utilizará força máxima no confronto e uma equipe que não perdeu ainda na competição. O técnico lembrou também que a linha defensiva no jogo de domingo não sofreu gols em 16 de 23 jogos disputados.

"Estou fechado com o grupo todo. Muitas vezes você cria uma estratégia de jogo, a gente se apega a números, é uma equipe que não perdeu ainda, essa linha defensiva jogou 23 jogos, em 16 não levou gols. Sei do momento do Jadson, mas ele pode decidir em uma bola, pode achar um passe para o gol. Tenho de acreditar e posso fazer mudanças. Não são 11, são 14", disse Carille.

CONFIRA OUTRAS DECLARAÇÕES DO TREINADOR:

PRESSIONADO?
"Não estou me sentindo pressionado. Sou muito consciente de tudo. Todas as coisas ruins que aconteceram, eu trabalhei. É 50% responsabilidade do técnico e 50% do jogador. Todas as situações eu trabalhei. Dos 5 últimos gols levados, 3 foram de bola parada, algo que trabalho muito. Por isso trabalhei ontem e hoje, e amanhã vamos para a parte ofensiva."

SEM MARQUINHOS GABRIEL E CLAYSON?
"Eu já falei várias vezes aqui, não mudo o sistema, mudo características dos jogadores. O Marquinhos fez um bom jogo sim, mas é em função do que analisamos da Ponte. É uma decisão minha conversando com os auxiliares, achamos melhor colocar em campo a formação que nunca perdeu."


COMPARTILHE A NOTÍCIA: