Livre no mercado, Ralf descarta rivais do Corinthians e explica porque não volta - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Livre no mercado, Ralf descarta rivais do Corinthians e explica porque não volta

Divulgação

Sem contrato na China após se desligar do Beijing Guoan, o volante Ralf não deve retornar ao Brasil. Pelo menos foi o que o próprio jogador declarou ao portal globoesporte.com, em entrevista na residência em que mora na Zona Leste de São Paulo.

Questionado sobre o motivo que o leva a não querer voltar ao Brasil, Ralf explicou que gostou do país asiático e impôs uma condição para retornar: uma proposta surreal. "Não digo que não voltaria, mas acho que só se for algo surreal, mas meu foco é lá, meu objetivo é ficar. Gostei de lá, me adaptei fácil. Tudo bem que o meu clube era da capital, o que facilita, mas eu gostei da vida no país. Eu nunca tinha saído do Brasil e para mim foi difícil. Tive propostas antes e não aceitei. Quando sai, fui até pego de surpresa. Mas era minha vontade sair do Brasil naquele momento, tanto que hoje minha cabeça é outra tendo vivido fora. Você cresce como profissional e ser humano. Isso só agrega na carreira", declarou.



O volante também respondeu se jogaria por algum rival do Corinthians. Por respeito ao torcedor, de acordo com Ralf, isso não vai acontecer.

"Por tudo o que conquistei e representei para o Corinthians e o torcedor, é difícil eu ir para um rival direto. Sou bem sincero. Hoje eu preferia seguir na China até por isso", disse.

"Se eu voltar ao Brasil, vai ser para um clube fora de São Paulo. Por tudo o que eu conquistei, até para não apagar a boa imagem que deixei. Tudo o que conquistei foi aqui. Seria algo difícil para mim e para o torcedor. Eu respeito a entidade. Fiz por merecer, mas também reconheço tudo o que eles fizeram por mim", completou, antes de finalizar. "Sempre vou ser lembrado como o Ralf do Corinthians. Não quero apagar essa história. Foi tão difícil conquistar e chegar onde cheguei. Não quero jogar tudo isso fora da noite para o dia. Por isso, se for para voltar, vai ser para um clube fora de São Paulo. Se fosse para São Paulo, teria que ser para o Corinthians", concluiu o volante.

Pelo Corinthians, Ralf jogou 352 vezes e marcou oito gols.



COMPARTILHE A NOTÍCIA: