Justiça do RS condena Corinthians a devolver R$ 400 milhões ao BNDES - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Justiça do RS condena Corinthians a devolver R$ 400 milhões ao BNDES

Foto: Carlos Nardi / WPP / Folhapress

O Corinthians recebeu uma péssima notícia nesta quinta-feira (15). Através de determinação da juíza federal Maria Isabel Pezzi Klein, da 3ª Vara Federal de Porto Alegre, o clube foi condenado ao lado da Odebrecht e do ex-presidente da Caixa Econômica Federal Jorge Fontes Hereda, a devolver R$ 400 milhões ao banco BNDES.



A publicação ocorreu no site da Justiça Federal do Rio Grande do Sul nesta quinta-feira, mas havia sido publicada no último dia 5. O clube e os envolvidos podem recorrer. A ação foi movida pelo mesmo advogado que em 2012 tentou impedir a Caixa de patrocinar o Corinthians. Trata-se do advogado gaúcho Antônio Pani Beiriz.

Beiriz afirma que o financiamento da Arena seria lesivo ao patrimônio público, e argumenta que a decisão do banco estatal teria sido tomada sob efeito político. O Corinthians, a Odebrecht, o ex-presidente da Caixa e a SPE Arena Itaquera S.A contestam a alegam que tudo foi aprovado pelo Tribunal de Contas da União (TCU).





"Na realidade, o dinheiro captado junto a Caixa Econômica Federal, pela SPE Arena Itaquera S.A., foi destinado não propriamente à contratação originária dos serviços de engenharia da Construtora Norberto Odebrecht S.A, na medida em que, em novembro de 2013, quando foi firmado formalmente o contrato de financiamento entre a SPE Arena Itaquera S.A. e a CEF, a obra já estava praticamente pronta (mais de 90% concluída). Contudo, o numerário foi repassado à referida construtora que, ao que tudo indica, contava com o referido aporte financeiro para concluir as obras relativas ao estádio de futebol do Sport Club Corinthians Paulista", disse a juiza Maria Isabel.



COMPARTILHE A NOTÍCIA: