"Questionam só um clube", diz Sanchez sobre imbróglio envolvendo Arena - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

"Questionam só um clube", diz Sanchez sobre imbróglio envolvendo Arena

Foto: Reginaldo Castro

O Corinthians se manifestou pela primeira vez sobre a decisão judicial que obriga o clube, a Construtora Odebrecht, o ex-presidente da Caixa Econômica Federal Jorge Fontes Hereda e a Sociedade de Propósito Específico (SPE) Arena Itaquera S.A a devolver R$ 400 milhões referentes ao estádio alvinegro.




A decisão da juíza federal Maria Isabel Pezzi Klein, da 3ª Vara Federal de Porto Alegre, foi questionado pelo presidente do Corinthians, Andrés Sanchez. Em entrevista ao globoesporte.com, o mandatário alvinegro tranquilizou a torcida.

"Nosso departamento jurídico (Fábio Trubilhano) já respondeu sobre essa decisão. É em primeira instância ainda, mas essa história vem desde 2012. (O Advogado) começou questionando o patrocínio da Caixa na camisa, apesar de mais de 20 clubes terem a marca. As pessoas questionam só um clube. Mas tudo bem, o departamento jurídico do Corinthians, da Odebrecht, do Fundo e da Caixa estão resolvendo e todo mundo vai entender que tudo foi feito corretamente", declarou Sanchez.



"Tenho certeza de que o jurídico de todas as partes vai explicar tudo direitinho e que essa decisão vai ser revista. São pessoas técnicas que estão tratando do assunto e não tem nada político na discussão agora", completou.

Fábio Trubilhano, diretor jurídico do Corinthians, também comentou sobre a situação. "Não havia razões para esse decisão. A dívida está plenamente garantida, com garantias reais, que foram devidamente avaliadas, então não há qualquer risco para o patrimônio público, para os cofres públicos, não há razão então de aplicar essa antecipação do vencimento", disse.


COMPARTILHE A NOTÍCIA: