Titular na estreia da Libertadores, Vital revela maior ídolo no futebol - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Titular na estreia da Libertadores, Vital revela maior ídolo no futebol

Vital e Coutinho são amigos | Foto: Arquivo Pessoal

Titular do Corinthians nesta quarta-feira (28), diante do Millonarios-COL, às 21h45 (horário de Brasília), no estádio El Campín, o meia Mateus Vital é um jogador diferente. Com apenas 20 anos, o meio-campista se destacou no Vasco da Gama e chegou ao maior clube do país para ser reserva imediato de Rodriguinho, um dos principais meias do futebol brasileiro.



Antes do importante confronto desta quarta, Mateus, que entra na vaga do suspenso Rodriguinho (o meia recebeu cartão vermelho na Sul-Americana de 2017), revelou em quem se inspira no futebol e surpreendeu na resposta. Nomes como o de Neymar, Cristiano Ronaldo, Messi, e até de ídolos recentes, como Ronaldinho Gaúcho, Ronaldo Fenômeno e Romário não foram citados pelo corinthiano. O ídolo de Vital chama-se Phillipe Coutinho.

"É em quem me inspiro. Além de excelente jogador, é um cara que vi na base, muito gente boa, humilde, família. Sei o que passou para chegar onde está. É meu ídolo", disse Vital ao globoesporte.com.

A ligação entre os dois não se restringe apenas na admiração. Mateus Vital e Coutinho são amigos pessoais. Os dois se conheceram através Washington Tomaz, jogador do Bangu, que é casado com a irmã mais velha do jogador alvinegro. Sobre a partida contra o Millonarios, o meia se mostrou preparado.




"Estou preparado, treinando bastante. Cheguei ao Corinthians e estou me adaptando. Se tiver a oportunidade, vou estar pronto. Esse esquema é legal, quem joga ali no meio tem facilidade de fazer um-dois, do jeito que a gente gosta", afirmou.

O técnico Fábio Carille explicou o porque da escolha de Mateus Vital na vaga do meia Rodriguinho. Os treinamentos e as boas entradas durante os jogos credenciaram o ex-vascaíno.

"O que tem que me mostrar é o dia a dia. Ele vem treinando bem, entrou muito bem no clássico. Ainda não tem jogos de Libertadores e Sul-Americana na carreira, mas fez clássicos no Rio contra Flamengo, já disputou Brasileirão. É um jovem com certa experiência. Nos dá tranquilidade o que ele tem feito nos treinos e o que mostrou contra o Palmeiras", explicou Carille.




COMPARTILHE A NOTÍCIA: