Andrés chamou Rodriguinho para reunião e disparou xingamentos ao meia; entenda - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Andrés chamou Rodriguinho para reunião e disparou xingamentos ao meia; entenda

Foto: Reprodução

O meia Rodriguinho fez uma revelação e tanto nesta segunda-feira. Em entrevista ao canal Pilhado, do YouTube, o meia revelou uma histórias pra lá de curiosa dos bastidores do Timão. Nas últimas semanas, quando virou alvo do Flamengo, o jogador foi chamado pelo presidente corinthiano Andrés Sanchez para uma reunião particular e teve que ouvir muitos xingamentos do mandatário.



"Os caras não falaram comigo, não me procuraram. Foi até engraçado, porque do nada o Andrés chega aqui um dia no clube e me chama. Falou 'vem aqui na sala'. Pensei: 'Na sala? Tem alguma coisa. Merda não fiz... Estou tranquilo' (risos)", lembrou Rodriguinho.

"Falei: 'Que foi?'. Já começou a me xingar todo. 'Que Flamengo o quê?'. Falei: 'Ô, irmão, calma. Não estou sabendo de nada'. Aí ele foi e se desarmou, porque ele achou que eu sabia. Aí ele começou a xingar meu empresário, falou que ia xingar se ligasse. Aí pedi calma, falei que só estava sabendo naquela hora. Ele falou: 'Você não vai sair daqui, o caralho'. Naquele jeito dele, né? Meu Deus do céu (risos). Aí conversamos e ficou tudo bem", completou Rodriguinho, com bom-humor. "Depois vi as notícias pela internet, ele xingando o cara, o cara se defendendo, ficou aquela confusão. Mas só agitou, não houve nada demais", finalizou.


Por fim, o meia foi questionado se haveria a possibilidade de trocar o Corinthians pelo Flamengo. Na resposta, Rodriguinho reforçou a identificação com a torcida alvinegra, e disse que só sairia por uma proposta "surreal".

"Dificilmente. Tenho uma identificação muito grande com o clube, lutei muito para ter o reconhecimento da torcida. Já fiz um pouco de história aqui, pretendo fazer mais. Dificilmente sairia para um clube no Brasil, a não ser que fosse uma coisa muito surreal. Mas minha vontade é continuar aqui, conseguir mais coisas aqui", disse.



COMPARTILHE A NOTÍCIA: