2

Carille classifica derrota como aprendizado e anuncia mudanças para domingo

Reprodução: Fox Sports

O técnico Fábio Carille tratou de levantar a cabeça a não lamentar a derrota sofrida diante do Independiente-ARG, pelo placar de 2 a 1, em Itaquera. Em entrevista coletiva após o confronto da Libertadores da América, o treinador lembrou que a equipe segue líder do Grupo 7, e classificou o revés como 'aprendizado'.



"Contra equipes qualificadas, esse jogo serve de exemplo para nós. É ruim perder, mas continuamos líderes do nosso grupo, uma vitória fora de casa nos classifica. Temos de levar tudo como aprendizado. Acabamos entrando meio desligados, fizemos um segundo tempo de bom nível, da nossa maneira, mas vamos levar esse aprendizado porque temos mais duas partidas", declarou.

Na sequência, o comandante alvinegro anunciou mudanças para a partida de domingo, contra o Ceará, na Arena Corinthians. O treinador, porém, não falou quais jogadores serão preservados. É certo, contudo, que muitas mudanças devem acontecer.

"A vida de técnico é feita de desafios, de uma comissão. É certo que para domingo vou fazer muitas mudanças. Quais? Ainda não sei. Vou dar uma rodada no grupo, é hora, estou sentindo que tem jogadores cansados. Pensando em tudo isso. A nossa vida é feita de desafios, é mais um na minha carreira. Quatro jogadores titulares machucados, Renê, Ralf que tem a questão da bola parada, tem de discutir para tomar as melhores escolhas. São quatro jogadores a menos nesses próximos jogos", disse Carille.


Perguntado se foi surpreendido pelo adversário, Carille negou que isso tenha acontecido. O técnico também falou da cera protagonizado pelos argentinos na Arena.

"As equipes da Argentina sempre fazem isso (cera), ainda mais quando o juiz deixa. Taticamente, tudo que aconteceu no jogo era esperado, programado, não teve nenhuma surpresa para nós. Tudo que aconteceu no jogo era esperado. Eles fizeram 14 jogos fora no Campeonato Argentino, com nove vitórias, cinco empates e só uma derrota. Hoje foi a questão da concentração, não que o adversário surpreendeu. Poderíamos ter tido um início melhor", argumentou.


COMPARTILHE A NOTÍCIA: