2

Jô lamenta esquecimento no Japão, e admite retorno ao Corinthians

Reprodução: UOL

Não é bem arrependimento a palavra, segundo Jô, mas a saída do Corinthians gera uma série de dúvidas na cabeça do centroavante revelado pelo Timão. Cinco meses após deixar o Corinthians no auge, o camisa 9 vive fase difícil no Nagoya, lanterna da competição nacional.



Em entrevista ao UOL Esporte, Jô abriu o coração e revelou se existe arrependimento por ter deixado o Corinthians em uma fase tão boa. O centroavante preferiu explicar de maneira diferente, lembrou da Seleção Brasileira, mas mesmo aos 31 anos, se define muito jovem ainda.

"Não gosto da palavra arrependimento, é um sentimento de falar que tomou a decisão errada. Tenho certeza que tomei a decisão certa, mas não tinha como prever. Fiquei chateado e triste, porque era um dos nomes mais cogitados na época e vê como em cinco meses as coisas desandaram aqui no time japonês, com meu nome sendo praticamente esquecido. Como falei, a vida segue. Ainda sou novo e tenho 31 anos, ainda tenho muito o que dar pelo futebol", disse Jô.

Perguntado da saudade do Corinthians, Jô relembrou dos momentos bons vividos em 2017, e revelou ainda conversar com boa parte do elenco atual, além do ex-treinador Fábio Carille.

“Saudades, nós sempre sentimos. Foi um ano maravilhoso, marcou minha vida em todos os aspectos. Sempre acompanho, falo com 90% dos jogadores. Conversava bastante e ainda converso com o Fábio [Carille], uma pessoa que ainda tenho bastante contato. Tenho muito vínculo. Acompanho bastante os jogos. (...) Acordei para ver como Corinthians x Palmeiras. Nos clássicos dá para dar uma atenção maior, o coração do corintiano acelera um pouco mais”, disse o camisa 9.


Por fim, perguntado se voltaria ao Corinthians para encerrar a carreira, Jô afirmou que voltará ao clube, mas para continuar a história de sucesso. O sonho do atacante é conquistar uma Libertadores da América pelo Timão.

“Não só como podem pensar, só para encerrar, eu ainda quero voltar e desfrutar um pouco mais do futebol. Meu sonho vai ser encerrar uma festa bem bacana e terminar no clube que me projetou, mas ainda voltar, ganhar mais títulos. Tenho sonho de ganhar a Libertadores com a camisa do Corinthians. Quem sabe isso possa acontecer? Vou deixar para o futuro...", finalizou.




COMPARTILHE A NOTÍCIA: