2

Roger e Pedrinho titulares? Carille confirma seis mudanças no Timão; veja

Foto: Bruno | Globo Esporte

O técnico Fábio Carille vai modificar o Corinthians para o confronto diante do Ceará, domingo (06), às 11h (de Brasília), em Itaquera, pela quarta rodada do Campeonato Brasileiro 2018.



Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (04), no CT Joaquim Grava, o treinador não revelou a equipe titular diante dos cearenses, mas afirmou que pode fazer até seis mudanças. Pedrinho e Roger podem aparecer como titulares.

"A equipe vai ser definida amanhã. Vão acontecer umas seis mudanças. Ainda não sei. É claro que tenho uma ideia na cabeça, mas estou esperando os departamentos médicos e fisiológicos", declarou Carille.

"As duas situações podem acontecer (Pedrinho e Roger). Tem um jogo decisivo na quinta-feira, no qual não posso contar com o Roger, aí tem que mudar as ideias, as triangulações por não ter um 9. Não gosto disso. A decisão vai depender da recuperação dos jogadores. Talvez não jogando com Rodriguinho e Jadson, eu entre com outros meias pensando na sequência. A possibilidade do Pedrinho é igual à do Roger, a gente decide amanhã", completou.


Carille confirmou que os volantes titulares estão mantidos para o jogo, mas que pode mudar a parte do meio para frente da equipe alvinegra. A comissão técnica do Timão teme o desgaste dos atletas após a sequência de jogos.

"A gente tem uma ideia de jogo, de time, isso não é novidade para vocês. Pode acontecer uma ou duas mudanças, com Mateus, Jadson, Rodriguinho e Romero. Os volantes, perdendo dois jogadores (Ralf e Renê Júnior), a gente mantém. A parte de trás está definida. Mas, para os três jogos a gente vai com a base definida", argumentou o treinador.

Por fim, Carille falou mais uma vez do jovem Pedrinho e porque ele não aparece como titular nos jogos do Corinthians. O comandante disse que o meia não é reserva na equipe só porque fica no banco como suplente.

"O que vocês têm que entender é que: não é porque está no banco que ele é reserva. É melhor iniciar ou terminar com ele? E se eu precisar de um jogador que quebre a marcação no fim do jogo? Ainda mais não tendo o Clayson. A gente trabalha em cima de uma estratégia. Eu tenho uma dúvida, será que é melhor iniciar ou terminar com ele? A gente discute e pensa muito para tomar a decisão. Tenho usado bastante o Pedrinho. Usei no começo do ano passado, depois detectamos o problema, ele voltou no fim. Os números estão mostrando que ele é mais atleta do que antes. Esta é nossa dúvida: iniciar ou terminar com ele. Estamos muito felizes com ele, mas discutimos o que é melhor para o Corinthians", concluiu.


COMPARTILHE A NOTÍCIA: