2

TJD cala o Palmeiras sobre Paulistão 2018, mas rivais devem ir à Fifa; entenda

Foto: Divulgação

O Tribunal Superior de Justiça (TJD) negou o pedido do Palmeiras em impugnar a final perdida diante do Corinthians no Campeonato Paulista 2018. Através de Antonio Olim, presidente do tribunal, a explicação foi enviada à mídia: o Palmeiras perdeu o prazo para recorrer.




"(...) o impugnante (...) teria até o final do expediente do dia 10 de abril para entrar com a presente medida, fato que só ocorreu no dia 25 de abril, o que a torna intempestiva", disse Olim.

Agora, a direção alviverde busca outras alternativas de continuar tentando anular a final da competição regional. “A forma que o TJD vem atuando nesse caso é muito curiosa. O tribunal não denunciou a interferência externa, não denunciou os membros de arbitragem com inúmeras infrações, uso de celular no gramado, delegado da partida entrando em contato com a arbitragem. Vários fatos que provamos com vídeos, com fotos. O tribunal encerrou inquérito em sete dias, anteciparam, com várias evidências e contradições. Isso é muito curioso”, disse o presidente Maurício Galiotte.

“Não irei ao julgamento, não enviarei responsável pelo caso, e o Palmeiras aguarda a decisão que eles acharem melhor. Podem me julgar com a conveniência deles. Tudo o que aconteceu na final perdeu a credibilidade do jogo. Diminuiu a importância daquela final. Por isso falei Paulistinha e mantenho a minha posição”, completou.


Por fim, o mandatário confirmou a possibilidade de recorrer no caso em outras instâncias. A Fifa deve ser acionada pelo cartola alviverde. O Corinthians, contudo, segue sendo o campeão legítimo do Paulistão 2018.

“O Palmeiras pode recorrer à Fifa. O caso é claro, evidente, tem muitas provas, evidências. É só existir boa vontade, sim. Se for o caso, o Palmeiras pode sim ir até a Fifa”, finalizou Galiotte ao canal fechado Fox Sports.


COMPARTILHE A NOTÍCIA: