Corinthians faz pressão em Governo Federal e ameaça acabar com esporte olímpico - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Corinthians faz pressão em Governo Federal e ameaça acabar com esporte olímpico

O possível corte de meio bilhão de reais do Esporte por parte do Governo Federal assustou e irritou os clubes, que contra-atacaram e estão fazendo pressão em Michel Temer e no ministro do esporte Leandro Cruz Fróes da Silva.



Presidente do Corinthians, Andrés Sanchez ameaçou dizendo que cortará o esporte olímpico do Corinthians caso isso aconteça. "Corinthians, Flamengo, Fluminense. Estamos fazendo uma pressão grande para essa MP cair o mais rápido possível. Se não o Corinthians vai acabar com esportes olímpicos. Uma maneira de pressionar também é acabar", declarou Andrés.

Alexandre Póvoa, vice-presidente de esportes olímpicos do Flamengo, também corroborou com a fala de Andrés Sanchez e pressionou o Governo Federal.

"O esporte olímpico do Flamengo seria ameaçado por conta dessa Medida Provisória. Recuaríamos 50 anos para trás. Não queremos que o futebol volte a financiar o esporte olímpico. Não podemos voltar a esse modelo. Ou que os clubes sociais precisem passar a bancar o esporte olímpico", explicou o flamenguista.


O imbróglio começou por conta do Sistema Único de Segurança Pública (Susp) que prevê mudanças na divisão de dinheiro das loterias federais. A medida acabaria com o valor repassado à CBF, cerca de R$ 62 milhões (valor de 2018). Confederação Brasileira de Desportos Universitários (CBDU) e a Confederação Brasileira de Desporto Escolar (CBDE) também não teriam mais nenhum valor repassado, e que costumam ajudar os clubes no que diz respeito a esporte olímpico.

Marco Galvão/Foto Arena




COMPARTILHE A NOTÍCIA: