2

Loss indica time misto e centroavante de volta contra o Atlético-PR

Foto: Agência Corinthians

No próximo sábado (04), quando entrar em campo diante do Atlético-PR, às 21h (de Brasília), em Itaquera, jogo válido pela 17ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018, o técnico Osmar Loss deve poupar alguns jogadores do elenco alvinegro.




Em entrevista coletiva após a vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, o treinador argumentou sobre a possibilidade e afirmou que tudo será decidido nesta quinta-feira. O Timão terá apenas 69 horas de margem de uma partida para a outra.

"Nós vamos analisar amanhã (quinta-feira). O menor período que o futebol permite de recuperação é esse agora, são 69 horas apenas. É normal que a gente converse, veja com o setor de fisiologia, com a parte física e com a parte médica. E, se tiver algum jogador com excesso, podemos fazer substituições, sim, mas sempre analisando a segurança do atleta para não termos mais lesões", declarou Loss.

Perguntado sobre a utilização de um centroavante mesmo com a boa fase de Ángel Romero, o treinador alvinegro não descartou o retorno dos jogadores da posição. Roger pode ser titular diante dos paranaenses.

"Eu acho que a gente tem que se cercar do que está acontecendo no momento. A gente teve bons rendimentos e bons resultado também. Dentro do jogo a gente teve oscilações. Acho que a gente jogar com mobilidade com os jogadores que hoje estão gera dificuldades para o adversário. Mas eu não vou abrir mão de, quando eu tiver um centroavante, de ter essa oportunidade de colocar e de dar a oportunidade de ele não ficar fixo, refém dos dois zagueiros. Porque todos nossos atacantes têm qualidade para jogar, sair da área, criar desequilíbrios. Não é porque vai jogar com um centroavante de ofício que a gente não vai ter essa mobilidade", ponderou.




CONFIRA OUTRAS DECLARAÇÕES DO TREINADOR:

PRONTO PARA O TIMÃO?
"Eu acho que estou em evolução, não penso que estou pronto como as pessoas dizem. Igual a jogador de base, ele não está pronto, está em constante evolução. Treinador está em constante evolução. O Tite, quando começou, foi passando por experiências e hoje está na Seleção e continua em evolução. Eu vivi minha vida toda como treinador de base e me considerava competente, fui para auxiliar e acredito que pude acrescentar mais para o Corinthians. Hoje estou ajudando. Cada dia eu posso ficar melhor e é isso que estou buscando."

EVOLUÇÃO DA EQUIPE
"Tem muita coisa para ajustar. O futebol pode melhorar muito. À medida que a gente possa treinar, estudar, podemos crescer muito. Precisamos encurtar mais, trabalhar em 25 ou 30 metros. Eu queria ver a equipe do Corinthians andando junta ao mesmo tempo, usando a mesma faixa para defender e atacar. Isso precisa de rotatividade de treinos, jogos, mas estamos evoluindo bem."




COMPARTILHE A NOTÍCIA: