2

Em breve veremos se a culpa era do técnico


Por: Danilo Vieira - @danilovieira01

Os números de Jair Ventura sob o comando do Santos não são tão animadores assim nem para os mais otimistas dos corinthianos. Após surpreender no Botafogo e levar a equipe carioca da 17ª colocação no Brasileirão para um surpreendente quinto lugar e uma vaga à Libertadores de 2017, Jair decaiu no peixe.



Na equipe da baixada, Jair acumula apenas 39 jogos e 15 derrotas. Foram ainda dez empates e apenas 14 vitórias, aproveitamento de 44,4%. Como efeito de comparação, o aproveitamento de Loss nos 25 jogos em que comandou o Timão é de 46,6%. Foram dez vitórias (duas dessas em amistosos), cinco empates e dez derrotas.

A preocupação maior, no entanto, vem quando analisamos o setor defensivo de Jair Ventura, tão elogiado por alguns críticos nas últimas horas. Mas será que isso se confirma? Vamos aos números:

No Santos, o novo comandante do Corinthians levou 40 gols em 39 jogos, média de mais de um gol por jogo. A média de Loss no Timão é de 0,88/jogo ou 22 gols sofridos em 25 partidas. O ataque de Jair no Santos, contudo, tem média melhor que o de Loss no Corinthians: 1,25% (46 gols em 39 jogos) contra 1,04% (26 gols em 25 jogos).



Ou seja. Se contrataram Jair pensando no setor defensivo, certamente não foi pelo o que ele fez no Santos. Jair no rival tem aproveitamento medíocre. Em contrapartida, no Botafogo, ficou marcado pela forte marcação e pelas linhas compactas, modelo parecido com os praticados por Mano, Tite e Carille.

Se Jair não der certo, ficará evidente a fragilidade do elenco. E aí as coisas ficam mais preocupantes. A reposição foi feita à altura após as saídas de Jô no inicio do ano e de todos os outros na sequência?

Espera-se que Jair seja o do Botafogo, porque se for o do Santos...feliz 2019 e saravásãojorge em 2018.



COMPARTILHE A NOTÍCIA: