2

Por fim da má fase, Ralf manda recado para companheiros de time

Foto: Globo Esporte

O volante Ralf foi o escolhido do dia para conceder entrevista coletiva após a atividade antes de enfrentar o Ceará, quarta-feira (05), no Castelão, jogo válido pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018.



Entre outras coisas, o meio-campista dividiu a responsabilidade da má fase alvinegra entre jogadores e treinador. Ralf ainda mandou um recado aos companheiros dando o caminho para sair da crise: 'dividir a parcela'.

"A gente Sabe que a gente vive um momento delicado, queremos sair dessa zona de incômodo. A gente tem jogos bons, mas não conseguimos a vitória. Contra o Atlético-MG foi a mesma forma, contra o Paraná conseguimos. De seis jogos tivemos só uma vitória. É ruim, porque você fica para trás dos concorrentes direto. Agora a gente tem uma boa oportunidade diante do Ceará, respeitamos muto a equipe deles. Quanto ao professor, a pressão é para todos, não só para ele, nem garotada. Acho que todo mundo tem que dividir a parcela, carregar o piano que só assim a gente vai sair dessa situação", disse Ralf.

Com 30 pontos, o Corinthians está na oitava colocação do Brasileirão 2018.

VEJA ABAIXO OS PRINCIPAIS TRECHOS DA COLETIVA:

PASSADO EM FORTALEZA
"Faz tempo que a gente não vem para Fortaleza. Em 2011 conseguimos um bom jogo e conseguimos uma boa vitória. Tinha o Ramirez, o Adriano, então foi um jogo que a gente deu um arrancada para ganhar o título e a gente tinha um elenco muito bom como o de hoje. Claro que quando as vitórias não vem, fica difícil e você vai ficando para trás e os concorrentes vão passando. A gente confia no foco. A gente saiu da Libertadores e tem que dar ênfase no Brasileiro e voltar a ganhar."

SOBRE O CEARÁ
"A gente tem que respeita o Ceará. Se eles ganharam do Flamengo não foi a toa. O treinador que chegou agora está solucionando o problema do Ceará, e a gente vai respeitar. A gente sabe da força que eles tem aqui, da torcida, mas a gente vem pra fazer um grande jogo e conseguir a vitória."





DESFALQUES
"É difícil, não só para nós que jogamos, mas também para o professor. Quando você não tem todos à disposição é difícil. A gente acredita na força do grupo e quem entrar vai dar conta do recado."

MÁ FASE INCOMODA?
"A gente fica incomodado, porque a gente sabe da força que tem nosso elenco e as vitórias não estão aparecendo. Estamos fazendo grandes jogos, mas estamos tomando gols que impossibilita a gente de subir na tabela. Mas agora tem esse jogo para conseguir a vitória."

CLÁSSICO CONTRA O PALMEIRAS NO DOMINGO
"Temos que pensar jogo por jogo. Temos que pensar no Ceará agora e depois voltar para São Paulo e aí pensar no Palmeiras. Não adianta a gente pensar no Palmeiras se a gente não fizer um grande jogo contra o Ceará."



COMPARTILHE A NOTÍCIA: