Sheik alerta sobre rebaixamento e faz pedido à Fiel; veja declarações - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Sheik alerta sobre rebaixamento e faz pedido à Fiel; veja declarações

Foto: Agência Corinthians

O atacante Emerson Sheik foi o entrevista do dia no CT Joaquim Grava após a atividade que definiu o time titular do Corinthians diante do Santos, sábado (13), às 19h (de Brasília), no Pacaembu, jogo válido pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro 2018.




Na sala de imprensa, o atacante respondeu os jornalistas e alertou os companheiros sobre o risco de rebaixamento. Para Sheik, é 'inaceitável' a situação da tabela que o Timão se encontra. O atacante afirmou que os atletas estão confiantes para que o 'pior' não possa acontecer.

"Na verdade, o incômodo é por conta da grandeza do clube. O clube tem uma história tão linda que é inaceitável estar na condição de hoje. Estamos bem confiantes de que nada de pior possa acontecer, mas estamos próximo ali. É um grupo extremamente qualificado e estamos confiantes de que não acontecerá o pior", disse Sheik, antes de mandar um recado ao torcedor.

"Eu sou otimista em tudo o que eu faço. Esse meu otimismo me levou a grandes conquistas. Vamos terminar o Brasileiro em uma posição melhor porque essa não é a posição do Corinthians. Espero que o torcedor seja otimista porque a energia deles é muito importante para nós, principalmente no estádio", completou.

Sheik também falou sobre a importância do clássico contra o Corinthians. O Timão enfrenta o rival com apenas três titulares. Walter; Pedro Henrique, Léo Santos, Marllon e Carlos; Araos e Douglas; Sheik, Vital e Pedrinho; Jonathas. Esse é o time que enfrenta o peixe.


"Jogar contra o Santos, independente de ser um jogo memorável, é sempre bom. O Santos tem uma história linda. O Rei do futebol esteve lá. É sempre bom jogar um jogo contra eles. Tive alguns momentos felizes jogando contra o Santos, mas óbvio que vou lembrar da Libertadores, na Vila. Fiz o gol. É um jogo que o torcedor, inclusive, não me deixa esquecer. Foi um jogo que é difícil de esquecer", declarou Emerson.




COMPARTILHE A NOTÍCIA: