Corinthians muda discurso, indica Carille e Jair sobe tom de desabafo - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Corinthians muda discurso, indica Carille e Jair sobe tom de desabafo


A nota oficial do Corinthians negando a contratação de Fábio Carille começou a mudar de tom neste domingo após o empate sem gols diante da Chapecoense, em Itaquera, jogo válido pela penúltima rodada do Campeonato Brasileiro 2018.




Em entrevista após a partida, o diretor Duílio Monteiro Alves mudou o rumo do discurso que havia adotado na semana passada, não bancou Jair Ventura em 2019 e falou sobre Carille.

"O Fábio fez um grande trabalho no Corinthians, conquistou três títulos. A gente entende que sempre que o time estiver num mal momento é um treinador que sempre será pedido, como foi o Tite. A gente entende que faz parte", disse o diretor.

Sobre Jair, o dirigente, ao contrário do especulado na última semana, o bancou até o jogo diante do Grêmio, no próximo domingo. Havia a expectativa de o confronto contra a Chapecoense ter sido o último do treinador a frente do Timão.

"Ele (Jair) continua, temos um jogo importante contra o Grêmio. Se houver alguma mudança, a gente vai ver posteriormente a isso. Por enquanto não tem nada previsto", declarou Duílio.



Jair Ventura também falou após a partida e desabafou. O treinador lembrou da cultura do futebol brasileiro em responsabilizar os treinadores pelos resultados ruins.

"A responsabilidade sempre cai nas costas do treinador e estou preparado. Quando as coisas estavam boas, falei a mesma coisa. O mesmo cara que levou o time à final da Copa do Brasil continua. Não vou mudar com vocês", disse Jair.




COMPARTILHE A NOTÍCIA: