Sanchez detona CBF, revela pedido de desculpas do árbitro e fala do clima no vestiário - É o time do povo - Notícias do Corinthians
2

Sanchez detona CBF, revela pedido de desculpas do árbitro e fala do clima no vestiário


O presidente Andrés Sanchez detonou a arbitragem após o empate em 1 a 1 diante do São Paulo, em Itaquera. A reclamação é por conta do gol não assinalado de Danilo, ainda no primeiro tempo do Majestoso.



"Tem lance que não é interpretativo, em lance certo não dá para errar. Está claro (que tem má intenção). É impossível eles não terem visto a bola entrar, é impossível. A conta do campeonato é na conta do Corinthians, do nosso mau campeonato que estamos fazendo. Mas estão tendo erros absurdos. A verdade é que os clubes deviam se reunir e tirar o campeonato da CBF. Eu não vou na CBF, vou lá fazer o quê?!. Ele (Coronel Marinho) tem que pedir desculpas em uma coletiva. Não é choro, volto a repetir, o Corinthians não está bem", disse Sanchez ao globoesporte.com.

Sanchez falou do clima no vestiário após o primeiro tempo e disse jamais ter visto nada igual: os jogadores não queriam retornar.


"É a primeira vez que eu desço para o vestiário que os jogadores estavam até querendo não entrar em campo. A gente não vem fazendo um bom campeonato, mas está demais. O Corinthians já foi beneficiado e prejudicado, mas esse ano está demais. Todo mundo viu, 44 mil pessoas viram. O árbitro é incompetente e irresponsável. Mas isso é o Coronel Marinho, tem que vir falar. Tem que ir descansar, fazer outra coisa. O que eu vi hoje foi uma vergonha", disparou.

O mandatário ainda revelou que os assistentes Bruno Boschilia e Leonardo Zanon (adicional de linha) pediram desculpas ao goleiro Cássio. O próprio camisa 12 confirmou a informação.



COMPARTILHE A NOTÍCIA: