Nova campanha do Timão será polêmica e mostrará "DNA sofredor" aos mais jovens - É o Time do Povo - Notícias do Corinthians
2

Nova campanha do Timão será polêmica e mostrará "DNA sofredor" aos mais jovens

Campanha do Corinthians em 2010


Você lembra das campanhas "República Popular do Corinthians" e "Epidemia Corinthiana", lançadas em 2010 e 2012, respectivamente? Pois bem. Uma nova ação de marketing do Timão vem aí e promete causar polêmica. É o que revela Caio Campos, superintendente de marketing do Timão em entrevista ao globoesporte.com.



A agência agência F/Nazca Saatchi & Saatchi, que constrói a nova campanha, é a mesma que lançou as citadas anteriormente. Caio Campos fala em 'ação polêmica' e 'mostrar ao torcedor mais jovem o DNA sofredor'.

"Um time que ficou 23 anos na fila, era tirado como time dos excluídos, todo mundo tirava um barato, sem passaporte... De repente, tem Libertadores, Mundial, estádio, Ronaldo, título todo ano, melhor arena da América Latina. Se pensar bem, não tem nada a ver do que a gente foi durante toda a história. Mas são coisas importantes. A gente quer ter tudo isso com aquela torcida, aquele sentimento. O que pedimos para a agência foi: como vamos explicar isso para o mais novo, que não está acostumado, que não foi em 77, não viu o Basílio fazer o gol? Temos de explicar isso pro cara que foi pro Japão, que foi na apresentação do Ronaldo, que vem na arena em todo jogo. Vai ser a nossa cara, o corintiano vai se identificar demais, é isso do que a gente é, do jeito que a gente é, independente de arena ou de craque. O que vale é a torcida!", disse o superintendente.

"A campanha mexe com a paixão das pessoas, com o que as pessoas têm de mais importante nas vidas delas. Eu acredito que a maioria dos torcedores vai gostar. Eu não posso abrir detalhes, mas ela é polêmica", completa.

Vale destacar que a ação não tem nenhuma relação com a Nike, fornecedora de materiais esportivos do Timão.



COMPARTILHE A NOTÍCIA: