Sheik e Gustagol de volta, primeira escalação e Carille falando; Corinthians treinou pela 1ª vez em 2019 - É o Time do Povo - Notícias do Corinthians
2

Sheik e Gustagol de volta, primeira escalação e Carille falando; Corinthians treinou pela 1ª vez em 2019

Carille na primeira atividade de 2019 | Foto: Agência Corinthians

O Corinthians se reapresentou nesta quinta-feira (03) e com muitas novidades. Isso porque Emerson Sheik e Vilson foram anunciados como os novos gerentes de futebol no lugar de Alessandro Nunes. A confirmação veio através de Duílio Monteiro Alves, diretor alvinegro.



"A gente vem fazendo uma reformulação no departamento. Tem a volta da comissão técnica. Tivemos reunião com Alessandro e resolvemos que paramos o ciclo aqui em comum acordo, é um grande amigo, um cara que tenho que agradecer pela amizade. Obrigado por tudo", disse o diretor.

"O Emerson (foi escolhido) pela história, por tudo o que já fez no Corinthians, e por entendermos que ele pode fazer essa ligação de atleta e diretoria. O Vilson, também, é diferenciado, inteligente, nos ajudou muito no dia a dia nos últimos anos. E acreditamos que pode nos entregar o que a gente procura. É pelo perfil", completou.

Além dos anúncios de Sheik e Vilson, o Corinthians treinou com bola sob comandos do técnico Fábio Carille. O treinador esboçou a primeira escalação do ano. Destaque para o retorno de Gustagol e da presença de Gustavo Silva no time considerado principal do dia.

Carille esboçou dois times:

TIME 1: Fagner, Pedro Henrique, Léo Santos e Moisés; Ralf e Araos; Gustavo Silva, Clayson, Gustagol e Roger.

TIME 2: Michel Macedo, Marllon, Henrique e Avelar; Douglas e Thiaguinho; Pedrinho, Vital e Diaz; Jonathas.

Os reforços Richard, Ramiro e Sornoza (este ainda sem ter sido anunciado oficialmente) ficaram na parte interna do CT treinando na academia.

Carille falou com a imprensa pela primeira vez em entrevista coletiva na temporada. Ele citou Ronaldo Fenômeno e voltou a agradecer o presidente Andrés Sanchez.




"Quero deixar bem claro o esforço que o Andrés fez para a minha volta, conversamos bastante, e alguns fatores foram importantes: antes mesmo de falar com meu agente Paulo Pitombeira e de se encontrarem em Londres, começaram a sair matérias sobre o encontro, isso me chamou a atenção, essa manifestação da torcida sobre uma pessoa que pediu para sair do clube. Começamos a falar com meu agente sobre isso, e falei muito com o Andrés. Agradeço pelo esforço. E uma conversa que tive com o Ronaldo", disse Carille.

"Voltei por quatro fatores: torcida, Paulo Pitombeira, Andrés Sanchez e Ronaldo", completou.




COMPARTILHE A NOTÍCIA: