Mauro Beting volta a emocionar em texto de parabéns ao Corinthians; leia - É o Time do Povo - Notícias do Corinthians
2

Mauro Beting volta a emocionar em texto de parabéns ao Corinthians; leia

Mauro é palmeirense declarado

O comentarista Mauro Beting, declaradamente palmeirense, voltou a emocionar a Fiel ao parabenizar o Corinthians pelos 109 anos de existência.



Através de seu blog no Uol, o jornalista iniciou o texto falando dos "opostos que se atraem" e finalizou as felicitações classificando o rival como 'irmãos de outras cores e credos'.

"Parabéns, irmãos de outras cores e credos. O que sentimos por vocês mostra toda a grandeza da nossa rivalidade. Respeitar vocês é respeitar as nossas diferenças que nos fazem tão iguais", diz a parte final do texto.

LEIA ABAIXO NA ÍNTEGRA:

Hoje eu não vou escrever "parabéns" pelos 109 anos de Corinthians porque os que torcem comigo vão torcer o nariz mais uma vez ou até distorcer os meus votos sinceros. Quem é Corinthians pode achar hipocrisia. Que eu quero jogar pra galera. Que sou mureteiro. Marketeiro em vez de marrento passador de marreta. Passador de pano. De vergonha.

Essas excrescências que o mundo que polarizamos além da conta produz.


Mas não vou deixar de dar parabéns pelo que vocês são e eu sou do outro lado da cidade e da amizade.

Polos opostos que se atraem. Como na Linha Vermelha do metrô paulistano: a que começa na Palmeiras-Barra Funda e termina na Corinthians-Itaquera. Ou é o contrário. Depende do ponto de partida. Ou do fim dela.

O fato é que um não vive sem o outro. Pra um viver melhor o outro tem que sobreviver pior. É do jogo. É da nossa vida.

Por isso dou os parabéns por vocês serem tudo que não somos. E vice versa e o campeão prosa. Nestes dias dias de intolerância e ignorância, entender e respeitar o outro lado é essencial para a gente entender o que somos.

Tão bom pra nossa gente quanto ganhar é vocês perderem. A recíproca é real, rival.

Parabéns, irmãos de outras cores e credos. O que sentimos por vocês mostra toda a grandeza da nossa rivalidade. Respeitar vocês é respeitar as nossas diferenças que nos fazem tão iguais.





Mauro Beting já havia emocionado a Fiel no aniversário de 105 anos do Corinthians, em 2015. O texto em questão, na época, viralizou em um nível muito alto. Ele também aproveitou para republicar as felicitações daquele ano. (leia abaixo)

Vai, Corinthians!
Eu nunca fui.
Mas sei que tem um bando que vai sem ter como, quanto, quando, porquê.
Vai sem saber pra onde ir. Mas vai sabendo que importa mesmo é a jornada. Sempre é tudo e nunca é nada mesmo quando o Ronaldo em 1974… Quando o Zinho em 1993…
Foi tudo pra nós exatamente por vocês serem tudo pra nós.
Quantas vezes eu não gritei mais feliz pelo meu time vencer o de vocês.
Mas quando em 1954…
Quando em 1979 na canelada do Biro-Biro eu chorei.
Quando em 1982 eu fui vocês pela Democracia em preto e branco.
Quando em 1988 o Viola foi Paulista…
Quando em 1990 o Neto foi Brasil eu só não fiquei um ano refugiado por ser jornalista esportivo havia seis meses.
Ajudou a suportar aquele gol de Elivelton em Ribeirão Preto em 1995. O de Marcelinho Carioca em Porto Alegre.
Vocês ganharam o Brasil em 1998. Em 1999. O mundo todo em 2000.
Não ganharam Libertadores? Foram invictos em 2012. Mundiais de novo em 2012.
Caíram feio em 2007? Subiram bonito desde então.
Ganharam estranho em 2005? Ganharam em 2011 erguendo o punho ao céu com o doutor Sócrates.
Vocês são insuportáveis.
Como nós somos quando ganhamos de vocês.
Vocês que “nunca seriam” foram. Vocês que “nem a pau” são bi Mundial.
Vocês que “não têm estádio” têm arena e têm muitas contas a pagar.
Mas vocês têm crédito.
Vocês viraram o jogo e as jogadas. No grito e na garra. No Neto e no Gamarra. No ritual e na raiva. No Neco e no Rivellino. No suor e no saber. No Ezequiel e no Sócrates. No apuro e no apito. No Luizinho e no Marcelinho. No gogó e no gol. No Gilmar e no Ronaldo. Na alma e na arma. No Wladimir e no Jacenir. Na bola e na bala. No Tévez e no Guerrero.
Quase todo mundo não gosta de vocês.
Todo mundo não quer ver vocês. Todo mundo é anti pra vocês.
Preconceito? Desprezo? Receio? Medo? Raiva? Inveja? Ciúme?
Como pode um time tão amado ser tão odiado?

Talvez por ser algo além do amor que vocês têm.
Mais que ter amor pelo Timão, vocês têm Corinthians pelo Corinthians.
Deve ser isso. Vocês Corinthians o Corinthians.
Um substantivo que é verbo. Adjetivo. É tudo. Resume todos.
É mais que amor. É Corinthians.
São vocês.
Um bando de loucos.


NOS AJUDE A ALCANÇAR 1 MILHÃO DE FÃS NO FACEBOOK. CLIQUE EM CURTIR!

É O TIME DO POVO ESTEVE NO DERBY QUE TERMINOU EMPATADO

SIGA-NOS NO INSTAGRAM E NOS AJUDE A ALCANÇAR 200 MIL SEGUIDORES@timedopovooficial


JÁ TÁ ROLANDO CONTEÚDO EXCLUSIVO NO CANAL. INSCREVE AÍ!




COMPARTILHE A NOTÍCIA: