Exclusivo: Carlos fala sobre sondagens na Europa e sonho de Seleção Brasileira - É o Time do Povo - Notícias do Corinthians
2

Exclusivo: Carlos fala sobre sondagens na Europa e sonho de Seleção Brasileira

Foto: Instagram

O lateral-esquerdo Carlos Augusto se adaptou rapidamente no futebol italiano atuando pelo Monza, clube da segunda divisão que por pouco não subiu para a Série A na última temporada. Negociado pelo Corinthians ao clube europeu em 2020, o defensor falou com exclusividade com a reportagem É o Time do Povo e nos contou sobre a adaptação na nova equipe, sonho de Seleção Brasileira e de como recebeu a notícia de que estava na relação dos 25 jovens melhores laterais do mundo.


Natural de Natural de Campinas-SP, Carlos Augusto Zopolato Neves, de 22 anos, é uma das recentes joias reveladas pela base do Corinthians. Vendido ao Monza (ITA), em 2020, por 4 milhões de euros (R$ 25,7 milhões), ele ainda tem 60% dos direitos econômicos ligados ao Timão. Recentemente, o defensor foi especulado como reforço da Fiorentina. Ele nos falou sobre as especulações.

"Sempre bom para o jogador ter seu nome ligado a grandes clubes. Meu foco é no Monza, subir para a Série A, e depois mais pra frente a gente pensa. Minha cabeça é totalmente o Monza", disse.

Pelo Corinthians, Carlos Augusto atuou em 41 jogos e marcou um gol. No Monza, em contrapartida, já são três tentos anotados em 30 jogos, além de duas assistências. Perguntamos ao lateral sobre como foi a adaptação na Itália.

"Minha adaptação foi muito boa, me surpreendi. Me adaptei mais rápido que o esperado por todos. Consegui pegar uma sequência no time que me ajudou bastante. O grupo é muito bom e ajudou bastante nos primeiros meses", afirmou Carlos.

"Essa adaptação é a parte mais difícil quando vai para a Europa. Além das questões fora de campo: língua, cidade, entender como funciona o futebol porque certas coisas mudam, táticas. É um momento difícil que você tem que estar concentrado no começo, mas se tiver cabeça se sai superbem", concluiu o defensor.

"Dentro de campo o futebol é internacional, então quando está treinando e jogando é mais fácil se comunicar mesmo que não fale a língua, no começo. A língua serve para entrosamento com os colegas de trabalho, vestiário. Mas dentro de campo se joga com a bola", finalizou.

É o Time do Povo enviou perguntas de torcedores ao lateral. Uma delas questionava sobre se ele tem o sonho de atuar pela Seleção Brasileira. Carlos não descarta jogar pelo escrete italiano, mas quer mesmo é defender a amarelinha.

"Eu posso, sim, jogar pela Seleção Italiana, mas é claro que a Seleção Brasileira sempre será minha opção porque é o país onde vivi e torço. Serei muito grato se mais pra frente eu tiver uma convocação e vou trabalhar muito pra isso. Minha primeira opção sempre vai ser a Seleção Brasileira porque é um sonho de qualquer criança e adolescente no Brasil", projetou o lateral.

VEJA MAIS RESPOSTAS DE CARLOS AUGUSTO:

FALTOU SEQUÊNCIA NO CORINTHIANS?
"Todo jogador precisa de sequência, e eu estava me preparando para quando tivesse oportunidade aproveitasse. Foi o que aconteceu na final do Paulista anos passado. Infelizmente não saímos com o título, mas meu papel consegui desempenhar bem."

JOGOS MAIS MARCANTES NO CORINTHIANS
"Teve dois jogos que marcou mais: o que fiz o gol contra a Chapecoense, quando ainda tinha torcida no estádio, e a final contra o SPFC, em 2019, por ser um grande jogo e pela rivalidade ficou marcado pra mim."

ENTRE OS 25 LATERAIS JOVENS DO MUNDO
"É uma notícia que a gente fica muito honrado, a gente trabalha pra isso. Fiquei muito feliz. Agora é trabalhar e tentar chegar entre os melhores laterais do mundo."

FOI DIFÍCIL DEIXAR O CORINTHIANS?
"É muito difícil ter que fazer a escolha do momento de ir ou ficar mais no Corinthians. Eu conclui com a família que era momento de iniciar a carreira na Europa, estou feliz, acho que foi a escolha certa, mas sempre serei grato ao que o Corinthians me proporcionou."


VEJA MAIS


COMPARTILHE A NOTÍCIA: