Sylvinho cita nomes e indica sete dos 11 titulares para a sequência do BR - É o Time do Povo - Notícias do Corinthians





2

Sylvinho cita nomes e indica sete dos 11 titulares para a sequência do BR

Foto: Reprodução

O técnico Sylvinho falou após a vitória por 1 a 0 sobre o América-MG, no último domingo, no Estádio Independência, jogo válido pela 2ª rodada do Campeonato Brasileiro de 2021. Ele citou sete nomes de uma possível escalação titular para a sequência da competição.


Ao comentar sobre o bom desempenho defensivo diante dos mineiros, Sylvinho exaltou a capacidade de marcação de Roni e Gabriel atuando juntos, o que, na visão do comandante, deu liberdade para Cantillo desempenhar um bom papel na partida.

"A gente chega no clube e tenta melhorar o sistema, diminuir as possibilidades que o adversário tenha de poder entrar na nossa área com facilidade. Tentamos no segundo jogo, não conseguimos. E a gente fica aqui buscando situações, estratégias e jogadores para poder cumprir. Roni e o Gabriel são atletas de uma boa taxa de trabalho no meio-campo, e o Cantillo tem boa capacidade de passe. Era isso que queríamos. Deu boa sustentação para o sistema, e o Cantillo conseguiu jogar mais protegido", analisou.

João Victor é o quarto nome citado pelo treinador em coletiva. O defensor atuou ao lado de Gil e esteve muito bem no confronto, sendo elogiado por Sylvinho.

"João Victor é um grande jogador e teve uma performance muito boa, como todo o nosso time praticamente, de entrega e luta, que é o que exigimos e buscamos. Nós precisamos de todo o elenco. Todos são muito úteis e todos serão utilizados no seu tempo", disse.

Fagner, o quinto nome citado por Sylvinho, foi elogiado pela chegada ao ataque com qualidade na partida, o que não vinha acontecendo nos jogos anteriores.

"Fagner, por exemplo, conseguiu fazer ultrapassagens no primeiro tempo muito boas, de cruzamento e finalização. Temos que trabalhar isso. Leva tempo. Hoje não buscamos o ideal, buscamos a performance dos atletas. Isso vai nos trazer resultados", projetou.

Enquanto falava sobre as situações de jogo e porque mexeu na equipe, o treinador ainda ressaltou a importância de Gustavo Mosquito e Araos no confronto.

"O cansaço começa a aparecer, Roni pediu para sair, Gabriel e Cantillo estavam no limite. Eu estava preocupado por Gustavo e Araos, que desempenharam função importante", explicou Sylvinho.

Os nomes citados por Sylvinho (Gabriel, Roni, Cantillo, João Victor, Fagner, Araos e Mosquito), provavelmente serão titulares no próximo compromisso alvinegro, diante do Atlético-GO, jogo de volta da terceira fase da Copa do Brasil. O treinador, entretanto, afirmou que é cedo para falar em time ideal.

"É muito cedo para dizer ideal. São dez dias de trabalho. O ideal é performar bem, ajudarmos os atletas com os sistemas e com os links. Você só obtém resultado quando performa bem, quando está mais forte nos setores. É o que nós queremos. Fagner, por exemplo, conseguiu fazer ultrapassagens no primeiro tempo muito boas, de cruzamento e finalização. Temos que trabalhar isso. Leva tempo. Hoje não buscamos o ideal, buscamos a performance dos atletas. Isso vai nos trazer resultados", pontuou Sylvinho.




VEJA MAIS


COMPARTILHE A NOTÍCIA: