Cássio não garante aposentadoria no Corinthians - É o Time do Povo - Notícias do Corinthians
2

Cássio não garante aposentadoria no Corinthians

Foto: Reprodução

Entrevista desta sexta-feira (30) no CT Joaquim Grava, o goleiro Cássio foi pego de surpresa em uma das primeiras perguntas da coletiva. Questionado se poderia cravar a permanência até a aposentadoria no clube, assim como fizeram Marcos e Rogério Ceni no passado em seus respectivos times, o arqueiro alvinegro disse que uma possível saída pode sim acontecer.



"É difícil responder essa pergunta. Vou tentar ser o mais honesto possível. Você vê tantas situações que aconteceram com tentar outras pessoas. Eu sou jogador do Corinthians até o ano que vem. Devo muito ao clube, sempre me dediquei ao máximo, nunca me escondi de nada até pela oportunidade que o Corinthians me deu. Feliz pelos números, títulos, mas futebol as coisas são muito rápidas. Vemos tantos jogadores que fizeram tanto pelos clubes e foram esquecidos. Se o Corinthians achar amanhã que não serve mais, vou sempre ser grato. Faço meu melhor", declarou Cássio.

"Fico muito feliz de olhar para trás e ver o carinho e respeito da torcida corinthians, e creio que temos muitas coisas boas e feitos para conseguir ainda, mas eu prefiro viver o momento", explicou o camisa 12. "Meu contrato iria vencer e o Corinthians me deu a chance de continuar aqui. O que puder fazer para ajudar o Corinthians eu vou fazer", finalizou.

VEJA OUTRAS RESPOSTAS DE CÁSSIO:

RENATO AUGUSTO E GIULIANO:
"Giuliano e Renato Augusto vão agregar muito ao time e novos jogadores", disse Cássio. "Jogadores experientes, com muita vontade de ajudar, acho muito importante. Foram muito bem recebidos, são caras do bem. Vão agregar, numa forma geral em todos os sentidos. São atletas de muita qualidade".

SYLVINHO
"Ele pegou uma situação e trouxe uma maneira de jogar. Estamos entendendo e evoluindo. Ele tem nos cobrado bastante sobre erros e nós temos trabalhado e tentado melhorar. Nós temos muito a crescer com ele".

FIEL FAZ FALTA
"Somos um dos clubes mais prejudicados e a gente sabe como é a torcida do Corinthians. Já vi jogos aqui que com a força da torcida viramos placares e isso retrata um pouco da história. Estamos sentindo falta da torcida, queremos que seja o mais rápido possível, mas que seja organizada".

OSCILANDO MUITO
"Estamos oscilando muito. Está muito equilibrado os jogos sem torcida. Estamos entre as melhores defesas do Brasileiro, pra gente não tomar e fazer gol depende de todo mundo. É evitar dar o mínimo de situações possíveis aos adversários".

BRIGA PELO TÍTULOS?
"Prefiro olhar jogo a jogo. Claro que se tratando de Corinthians é preciso almejar sempre títulos. Tem dois novos jogadores que vão ajudar muito, mas não podemos jogar toda pressão neles, isso é uma equipe".



VEJA MAIS


COMPARTILHE A NOTÍCIA: