Corinthians não para em trio e busca mais um reforço - É o Time do Povo - Notícias do Corinthians
2

Corinthians não para em trio e busca mais um reforço

Foto: Divulgação

A diretoria do Corinthians trabalha para anunciar até quatro reforços depois de um primeiro semestre em branco. Após oficializar o meia Giuliano, e estar apalavrado com Renato Augusto e Roger Guedes, o Time do Povo analisa nomes para a referência de ataque. A má fase de Jô é um dos principais motivos.



De acordo com o jornalista João Paulo Cappellanes, da Rádio Bandeirantes, o Corinthians analisa nomes internamente e deve anunciar um novo centroavante nos próximos dias. Nenhum nome foi revelado.

"A diretoria ainda quer um centroavante. Dos muitos oferecidos, alguns estão sendo discutidos internamente!", cravou Cappellanes.

E O RENATO AUGUSTO?

O meia Renato Augusto está há poucas horas de ser oficializado como reforço do Corinthians. Isso porque nas últimas horas ele finalmente rescindiu com o Beijing (CHI) e ficou livre no mercado para retornar ao Parque São Jorge.

Assim como fez com Giuliano, o Corinthians não deve demorar para anunciar Renato Augusto. Clube e jogador estão apalavrados há alguns dias, e o atleta até já se movimentou para retornar à São Paulo. A expectativa alvinegra é de que o meio-campista desembarque nesta quarta-feira (21) na capital paulista para assinar o novo contrato. Essas são informações do GE.



Renato Augusto também tinha proposta do Flamengo e optou atuar pelo Corinthians. Aos 33 anos, ele retorna ao clube onde fez história no título brasileiro de 2015. No total, Renato marcou 15 gols em 127 jogos com o manto alvinegro.

E O ROGER GUEDES?

O atacante Roger Guedes recusou proposta do Sharjah, da Arábia Saudita, clube onde atua o ex-corinthiano Jonathas, atacante que passou no Parque São Jorge em 2018.

Roguer Guedes aguarda a rescisão amigável junto ao Shandong (CHI) para finalmente acertar com o Corinthians. Nas últimas horas, houve avanço nas conversas com os chineses. Apesar de ter contrato até julho de 2022, o brasileiro tenta ficar livre no mercado e não quer mais retornar à China.

"Estamos em conversas com o Shandong sobre a rescisão, já que o atleta não consegue entrar no país por conta da pandemia e está apenas treinando há sete meses", disse Paulo Pitombeira, empresário de Guedes.





VEJA MAIS


COMPARTILHE A NOTÍCIA: